Notícias Econômicas da Semana: 19 de Julho 2019

por Gabriel Santos Viana
19 de Julho de 2019, 19:40 h | por Gabriel Santos Viana
Atualidades
Conteúdo atualizado sobre as principais notícias econômicas do Brasil e do mundo!

O cenário internacional nas últimas duas semanas teve dois focos: trade war e FED. A primeira vem se apresentando cada vez mais prejudicial para o mercado. Se intensifica a desaceleração econômica, confirmados pela queda de encomendas às indústrias alemãs, principal potência da União Europeia, em 2,2% e, principalmente pela redução do PIB chinês.

A China anunciou que entre Abril e Junho deste ano, a  expansão da economia foi de apenas 6,2% comparado ao mesmo período de 2018. Este foi o menor índice dos últimos 20 anos. Dentre as principais causas estão o conflito com os EUA, problemas estruturais como o alto nível de endividamento do estado chinês e problemas regulatórios no setor financeiro.

Inclusive, o aceno de uma melhora na relação entre Pequim e Washington na última cúpula do G20 mostra-se urgente. Vimos um indicativo disso no dia 15 de julho com a notícia que a Huaweii, grande estatal chinesa de tecnologia proibida de ter relações com empresas americanas, poderá obter licenças para retomar o comércio. Já as especulações em torno de corte de 0,25% nos juros americanos pelo FED vem se tornando cada vez mais críveis. O presidente do Banco Jeremy Powell sinalizou em seu discurso ao congresso americano não só um corte em Julho, como a possibilidade de haver outro corte no decorrer do ano, dada a inflação controlada mesmo com os altos níveis de emprego.

Brasil

No cenário nacional, a grande notícia certamente foi a aprovação em primeiro turno da reforma da previdência na Câmara dos Deputados.

No mundo empresarial destacamos a autorização pela Justiça para a compra de partes da Avianca pela Gol e Azul, que tiveram as máximas em seus papéis. A Gol subiu 6,41%; Avianca, 3,46%, decorrentes desse avanço. Também houve uma melhora no consumo de energia do país em praticamente todos setores da economia. Registrou-se alta do IBC-Br (Índice de Atividade Econômica do Banco Central) de 0,54% entre Abril e Maio, primeira alta após quatro quedas consecutivas.

Contudo, houve revisão para baixo do crescimento do PIB para esse ano tanto pela equipe econômica do governo quanto pelo mercado. O ministério da Economia cortou pela metade a expectativa do PIB deste ano, de 1,6% divulgados em Maio para 0,81% divulgados na última sexta (12) e a pesquisa Focus do BACEN estimando um baixo crescimento de 0,82% para 2019.

Essas baixas são resultado atraso da aprovação da previdência e de uma desconfiança pelo Mercado da capacidade do Planalto em avançar nas demais reformas estruturais. A provável aprovação da Reforma da Previdência até setembro não deve impulsionar a economia neste ano. 

Com o recesso parlamentar e a reforma já aprovada, essas próximas semanas devem se concentrar na possibilidade de inclusão de municípios e estados na reforma previdenciária pelo Senado, além da divulgação dos próximos passos para a reforma tributária. 

Esta já tramita no congresso com uma possível unificação dos cinco impostos incidentes sobre consumo em um único. A proposta já vem sendo endossadas por empresários e prefeitos, além de revisões no Imposto de Renda. 

No cenário internacional, atenta-se para o próximo encontro do FED, e do desenrolar dos conflitos dos EUA com China e Irã.

Acompanhe nossos artigos e aprenda ainda mais com a Rio Claro.

Você sabe como funciona uma Gestora de Investimentos?

Conheça os processos da Rio Claro Investimentos, a primeira Gestora de Investimentos Independente de Brasília.

Notícias Econômicas da Semana: 02 de outubro, 2019

Atualizações do Brexit, processo de impeachment do Trump, cortes na taxa de juros no Brasil, Bolsonaro e a MP da liberdade econômica e muito mais! Atualiza-se com a Rio Claro. 

Notícias Econômicas da Semana: 18 de setembro, 2019

No mundo: reviravolta do Brexit, cortes nas taxas de juros na Europa, ataques na Arábia Saudita. No Brasil: reforma da Previdência e Tributária e demissão do secretário da Receita. Atualize-se com a Rio Claro!

O que significa ser uma gestora de investimentos independente?

Conheça a diferença entre o mercado financeiro tradicional e o modelo inovador da Rio Claro Investimentos.